História e Canavial |

Archive for outubro 2010

out/10

30

Tempo de eleição e de Esperança

PROGRAMA CANAVIAL

EDITORIAL 90

Tempo de eleição e de Esperança

Severino Vicente da Silva

 

Meus amigos

Neste domingo, dia 31 de outubro, os brasileiros com idade entre 16 e setenta anos vão votar, escolher uma pessoa que vai orientar o Brasil nos próximos quatro anos. É preciso pensar nesse ato que será feito. Votar é escolher uma pessoa para ocupar uma posição e realizar uma tarefa séria, neste caso a tarefa é governar, dirigir o Brasil.

No início do século XX, coisa de cem anos, a maioria das pessoas de nossa região votava em quem o proprietário do engenho, da usina mandava. Era o chamado “voto de cabresto”. Cabresto, todos nós sabemos, é instrumento feito de corda que o dono do cavalo ou do burro põe no pescoço e na boca do animal com o objetivo de dominar e impor ao animal o caminho para onde ir. Pois é, era assim que eram tratados os moradores de engenho, das usinas e muitos pobres ou remediados que viviam nas cidades: só votavam em quem mandavam, iam para o lugar de votação levados pelo cabresto.

O cabresto que os senhores de engenhos, usineiros e outras pessoas colocavam em muitos brasileiros era formado pelo medo: medo de perder a casa, medo de perder o emprego, medo de não poder cortar a cana, medo de não poder alimentar a família. Com esse cabresto, com esses medos, o voto, embora parecesse, não era livre. Mas isso é quase passado. urnaAgora nós temos liberdade de escolher a pessoa em quem vamos votar. Nesses dois dias que faltam para a gente ir ao local de votação e eleger a pessoa que vai governar o Brasil e tomar decisões que irão mudar o nosso dia a dia, vamos pensar com a cabeça da gente e retirar o que ainda resta de cabresto, do medo e, com muita liberdade e esperança, vamos votar.

Depois da votação, muita gente vai subir em um ônibus e fazer romaria até o Juazeiro do Norte, o Juazeiro do Padrinho Cícero Romão. Essa romaria que é feita para manter a lembrança do Padim Ciço agora é chamada de Romaria da Esperança.

O Programa Canavial deseja que todos os moradores da Zona da Mata votem sem cabrestos, com liberdade, sem medos e com esperança.

 

 Escrito para os programas dos dias 29 e 30 de outubro de 2010.

out/10

22

ZONA DA MATA, NOSSA IRMÃ

PROGRAMA CANAVIAL

EDITORIAL 88

ZONA DA MATA, NOSSA IRMÃ

 

Severino Vicente da Silva

 

Meus amigos,

O mês de outubro está quase no seu fim e eu gostaria de conversar um pouco sobre o dia 04 deste mês. Na tradição dos católicos, aquele é o dia de lembrar Francisco de Assis, uma pessoa que viveu a coisa de 800 anos passados, na cidade de Assis, que fica na

São Francisco e os pássaros

São Francisco e os pássaros

Itália. Em uma das nossas cidades, Tracunhaém, alguns homens e algumas mulheres, artistas que trabalham com o barro, costumam criar estátuas que lembram Francisco. Uma imagem bastante comum é a que põe alguns pássaros sobre os ombros e nas mãos de Francisco. Parece que ocorreu que, cansado de tentar conversar com os homens e mulheres de sua região sobre os problemas que eles viviam, Francisco foi conversar com os pássaros. Também tem outra história que conta ter ele conversado com um lobo que aterrorizava o lugar. Francisco cuidava das pessoas e dos bichos porque ele entendia que homens e animais vivem no mesmo lugar, o planeta terra e, o que causava problema para os homens também causava problema para os animais.

Pois bem, o que acontece se os rios secam? O que primeiro pode acontecer é que os bichos peixes não vão mais se reproduzir, vão deixar de existir; além disso, os preás, as raposas, e outros animais não vão poder mais beber água e depois de algum tempo vão deixar de existir; além disso, sem as águas, as árvores vão ficando fracas, morrerão e não darão mais os frutos que alimentam as abelhas, os maribondos, as crianças dos homens. A gente poderia continuar e aprofundar a idéia de Francisco, a de que tudo que existe no planeta terra só pode continuar existindo se todos cuidarem um dos outros, se todos nos virmos como uma grande família. É por isso que Francisco chamava todas as coisas, todos os animais, todos os fenômenos, todos os seres vivos de irmãos. Ele dizia: Irmão Sol, irmã Lua, Irmão pássaro, Irmão lobo, Irmão fogo, Irmã chuva e todo o universo é a sua família. Por isso é que o dia 4 de outubro, dia da festa em homenagem a Francisco de Assis é considerado dia da Ecologia, o mês que devemos procurar conhecer e proteger o meio, o lugar em que vivemos.

Caros Amigos, nesta semana o PROGRAMA CANAVIAL convida a todos e a cada um de nós a cuidar do nosso ambiente de vida, do lugar onde vivemos. Cuidemos de tudo na nossa Zona da Mata, – os rios, as matas, as palmeiras, os animais e todas as pessoas – com o cuidado que se deve ter com a família da gente. 

Capibaribe Mirim no Baldo do Rio, Goiana, na enchente de 2010. Foto de Biu Vicente

Capibaribe Mirim no Baldo do Rio, Goiana, na enchente de 2010. Foto de Biu Vicente

 Editorial escrito para os programas dos dias 22 e 23 de outubro de 2010.

· ·

out/10

15

PROGRAMA CANAVIAL

EDITORIAL 87

DIA DOS PROFESSORES

 

Severino Vicente da Silva

Meus amigos,

São muitas as datas de festa no mês de outubro e essas festas nos dizem sempre que no passado algum fato, algum acontecimento ocorreu e então lembramos; mas se fazemos a festa para lembrar é porque desejamos que a lembrança daquele acontecimento nos faça viver aquelas emoções mais uma vez. Quando celebramos o dia das crianças, queremos de novo ser crianças com os filhos e netos; quando lembramos a chegada de Cristóvão Colombo na América, desejamos lembrar os povos que já viviam aqui e ainda cultivam sua cultura,e a Jurema Sagrada é prova viva dessa nossa cultura; quando se celebra a Nossa Senhora Aparecida, é lembrando que ela apareceu a pobres pescadores em um rio, e isso nos lembra devemos cuidar dos rios e riachos da nossa região.

E este final de semana tem outra festa, um dia que foi escolhido para celebrar a alegria de termos tido professores. Professores são pessoas que cuidam de transmitir os conhecimentos necessários para que nós vivamos na sociedade. Antigamente que cuidava dessa tarefa era a própria família, mas como ao longo da história os homens e as mulheres foram criando novos objetos e conhecimentos, ficou impossível para a família fazer essa tarefa. Então algumas pessoas foram escolhidas para aprender e a ensinar.  E ensinar é muito difícil, pois o mais comum é as pessoas acharem que não precisam aprender mais nada. E o professor ou professora aprendeu ter paciência para esperar o momento de ensinar e experimentar a maior das alegrias que é ver o riso de quem acabou de aprender.

Paulo Freire

Paulo Freire

Embora precise muito de professores, a nossa sociedade atualmente não parece dar muita importância às escolas e às pessoas que nelas trabalham. Temos que mudar esse comportamento e dar mais valor aos nossos professores, seja melhorando o salário deles, seja melhorando as escolas, comprando livros para as bibliotecas, pintando as paredes das escolas, concertando os móveis, cuidando da segurança e respeitando os professores nas escolas e nas ruas.  Essas são tarefas de todos.

O PROGRAMA CANAVIAL deseja agradecer a todos os professores por seus esforços em melhorar o nível de vida dos habitantes da Mata Norte e fazer essa homenagem a quem cuida para que as crianças, dos jovens e dos adultos possam se integrar na vida da sociedade local e nacional.

Parabéns, caro professor, cara professora.

 

Escrito para os dias 15 e 16 de outubro de 2010.

· ·

out/10

10

Dia das crianças

Crianças na Gongorra - Portinare

Crianças na Gongorra - Portinare

 

PROGRAMA CANAVIAL

EDITORIAL 86

DIA DAS CRIANÇAS

Severino Vicente da Silva

Meus amigos,

Esta semana todos nós vamos ver na televisão, ouvir nos rádios e nas bicicletas sonoras que passam por nossas ruas lembretes que vai acontecer o dia das crianças, e por isso nos devemos mostrar carinho por nossos filhos, sobrinhos e netos porque eles são crianças. Mas o que escutamos é que nós devemos visitar as casas de comércio e comprar algum presente para nossas crianças, brinquedos, bonecos e muitas coisas que interessam à principal atividade que uma criança deve ter: brincar. É, meus amigos, queremos um mundo em que as crianças estejam afastadas das obrigações de fazer trabalhos para assegurar a sobrevivência da sua família. As crianças precisam brincar pois enquanto brincam elas aprendem. Quando uma criança brinca de “pega”, ela aprende contar, a usar os pés e as pernas para correr, aprende a escolher os lugares por onde passar, seu cérebro é ativado e levado a tomar decisões, a superar obstáculos e a que precisa se esforçar para alcançar o seu objetivo. Nessa simples brincadeira de sair correndo, a criança aprende a conviver com os seus colegas, ela aprende a seguir regras e assim aprende a viver na sociedade. Assim acontece com todas as brincadeiras.

Neste dia 12 de outubro as crianças esperam ganhar algum presente para que possam brincar com eles. Mas o principal presente que a gente pode dar aos meninos e meninas é o carinho. O mais simples carrinho pode ser o mais belo presente se for dado com amor, com carinho, com a disposição de ficar brincando com quem recebeu o presente.

O Programa Canavial lembra que neste dia da criança, que também é o dia da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, e também o dia em que a Europa conheceu a América depois da viagem de Cristóvão Colombo. E também deseja que todos os adultos celebrem o dia da Criança, virando criança com as crianças de suas casas e das ruas onde vivem. Além disso, vamos continuar trabalhado para que as crianças de nossas cidades sejam felizes, mas isso só será possível se os seus pais também forem felizes.

 Escrito para os programas dos dias 8 e 9 de outubro 2010.

· · ·

Theme Design by devolux.nh2.me