História e Canavial |

mai/10

13

13 de maio

 

AINDA O 13 DE MAIO

Correntes quebradas

Correntes quebradas

Severino Vicente da Silva

Caros ouvintes,

Mais uma vez vamos conversar sobre o dia 13 de maio, o dia no qual lembramos o dia em que terminou a prática da utilização do trabalho escravo no Brasil. É importante que conversemos sobre esse assunto sempre, pois a nossa nação, o nosso país foi formado com o trabalho de milhares de homens e mulheres que não recebiam retribuição, remuneração pelos trabalhos realizados.

Essa parte do trabalho escravo sempre nós escutamos falar sobre ela, e quando nós recebemos pouco dinheiro pelo trabalho que realizamos, nós sempre perguntamos a quem nos explora: “você pensa que eu sou seu escravo?”. Essa é uma das maneiras que usamos para defender o valor de nosso trabalho. Aliás, essa mania de se pagar pouco aos trabalhadores é uma das conseqüências da escravidão entre nós. Mas há outra e muito sérias.

Liberdades

Uma delas é a idéia de achar que nós, os trabalhadores não temos o que dizer sobre a nossa vida, os nossos desejos. Joaquim Nabuco, em um dos seus muitos escritos chamou atenção ao fato de a prática do trabalho escravo ter acostumado os senhores a gritar e os escravos a ficar calados.

Nossos antepassados não podiam debater sobre as condições em que viviam e eram tratados como se não tivessem vontade. Ainda hoje as pessoas mais ricas continuam pensando que os pobres, os descendentes dos índios e dos negros escravizados não possuem direitos, apenas têm a obrigação de fazer a vontade deles. É quase como se a Princesa Isabel não tivesse assinado a Lei Áurea, a Lei de Ouro que acabou com a escravidão no Brasil.

Mas a gente sabe que essa lei maravilhosa foi assinada depois de muita luta dos índios, dos africanos que viveram no Brasil e se tornaram brasileiros, dos mestiços, filhos de africanos, de portugueses, de índios, de mamelucos e tantos que hoje cada um de nós está convidado a completar o dia 13 de maio, o dia em que ficou definido que todos os brasileiros são livres e não podem ser tratados como bichos.

O Programa Canavial celebra com todos os brasileiros a liberdade de todos os brasileiros.

 

Este é o Editorial 65 do Programa Canavial dos dias 14 e 15 de maio de 2010

No tags

1 comment

  • Luisa Maynard · 1 de junho de 2010 às 7:56

    If I had a greenback for every time I came here! Superb writing!

Leave a Reply

<<

>>

Theme Design by devolux.nh2.me