História e Canavial |

dez/09

11

Direitos humanos

DIREITOS HUMANOS
Severino Vicente da Silva

Nos dias de hoje uma palavra que escutamos muito é a palavra “direitos humanos”, e ela nos ajuda a abrir caminho no imenso canavial que é a vida a gente. Mas houve um tempo, no passado, que “direito” era uma palavra pouco usada. A não ser quando ela vinha para dizer que “fulano de tal é bacharel em direito”. Em vez de direito, era mais comum se ouvir “privilégio”, “regalia”. No passado os pobres não tinham muito direito. Os mais pobres tinham muita obrigação.

A gente mais nova não pára para pensar, mas os mais antigos nem sempre tinham direito de morar, de ter um lugar seu, especialmente se fosse morador de um engenho ou sítio. Quando o dono da propriedade queria, mandava o morador sair e derrubava a casa. Havia tão poucas escolas que, na verdade, os pobres não tinham direito à educação. Hospital, médico, remédio, o direito a esses serviços não existia. Por isso é que muitos pobres ficavam com uma gratidão infinita quando alguém os levava ao hospital e, por causa disso votava naquela pessoa para qualquer cargo. Era uma vergonha, os mais ricos se aproveitando da miséria dos mais pobres, não lhes reconhecendo os direitos, mas dizendo que era um privilégio.

Os Direitos são coisas que são nossas, como o direito à vida, o direito à alimentação, o direito de não ser espancado, o direito de andar livremente na rua. Ninguém pode negar esses direitos aos outros. Agora é claro que todos temos o dever de respeitar os direitos dos nossos vizinhos, dos nossos filhos, dos nossos alunos, dos nossos professores, dos nossos empregadores, os nossos empregados, etc. Na verdade, a vida só é possível porque nós temos direitos e deveres e a vida fica mais bonita quando todos respeitam os direitos de todos.

No dia 10 de dezembro de 1948 a Organização das Nações Unidas publicou uma Declaração Universal dos Direitos Humanos. O Brasil assinou essa declaração e se comprometeu em fazer com que todos os habitantes no território brasileiro tivesse os seus direitos respeitados, entre eles o direito ao trabalho, o direito de constituir uma família e muitos outros.

O Programa Canavial nesta semana deseja lembrar que todos nós temos direitos, inclusive o direito de ter acesso à cultura e o direito de ser feliz. Por essa razão o Programa Canavial deseja que cada um dos ouvintes lembre-se de respeitar o direito do outro.

ps. Editorial escrito para os programas dos dias 11 e 12 de dezembro de 2009.

No tags

No comments yet.

Leave a Reply

<<

>>

Theme Design by devolux.nh2.me