História e Canavial |

TAG | professores

mai/11

7

Cheias e histórias

PROGRAMA CANAVIAL

EDITORIAL 113

CHEIAS E HISTÓRIAS 

 

Severino Vicente da Silva

Caros Amigos

 

Vez por outra os rios enchem, revolvem a terra enriquecendo o solo para o plantio nas várzeas, espaços que ficam às suas margens. Com as águas aumentadas pelas chuvas, o manso filete que dá origem ao grande rio é enriquecido pelas águas de muitos riachos que, não poucas vezes, passam a maior parte do ano sem serem notados, pois estão secos. As cheias dos rios são a vida em movimento, um tipo de arado natural que também é redistribuidor de sais minerais e outros alimentos para as plantações. Milhares de anos atrás, as enchentes do Rio Nilo traziam grande sofrimento aos homens e mulheres que vivam entre o rio e o deserto, mas, foi por causa das enchentes que surgiu uma das mais antigas civilizações. Nas nossas escolas os professores nos ensinam que foi a partir do esforço coletivo para conhecer os ritmo das águas e compreender o movimento das águas que se formou a civilização do Egito. Mas as enchentes dos rios de Pernambuco somente nos fazem medo, não são estudadas nas escolas. Aliás, as escolas só se preocupam com as enchentes dos rios porque os desabrigados ficam morando nos prédios durante algum tempo.

 O Baldo do Rio em Goiana - Foto de Phillippe Wolney

O Baldo do Rio em Goiana - Foto de Phillippe Wolney

Este ano, mais uma vez os maiores rios pernambucanos: Tracunhaém, Capibaribe, Capibaribe Mirim, Siriji, Ipojuca, Una, mais uma vez encheram, pois as chuvas alimentaram os córregos e os riachos que correm para os rios e, com as barragens cheias, as águas seguiram seus cursos e encontraram muitas casas nos lugares onde antes havia o leito dos rios.

Meus amigos, as cheias dos rios da zona dos canaviais têm muitas histórias. Quando menino eu escutei muitas, vou dizer uma delas. Não sei quem contou, mas ela pode nos ensinar muitas coisas.

- Dizem que antigamente havia um Senhor de Engenho que pensava que tinha poder sobre tudo e todos. E resolveu que ia aumentar as terras de cana plantando em lugar que antigamente passava um rio. Mas já fazia tanto tempo que ali não chegava água, ninguém se lembrava mais. Os moradores disseram ao Senhor de Engenho que ela não devia fazer isso que ia perder muito, porque as águas um dia voltarão, se for a vontade de Deus. Mas o homem continuou o seu projeto e até mandou construir uma nova casa para ele, mais perto do rio, porque ele não queria andar tanto para tomar banho no rio.

Alguns anos depois de ele estar instalado em sua casa com a sua família, um dia começou a chover. Era uma chuva forte e o rio foi engrossando e começou a subir foi passando pelo canavial e foi chegando perto da casa. As pessoas da casa foram ficando com medo e queriam ir embora, mas o poderoso Senhor de Engenho disse que Dalí não saía. As águas do rio foram se aproximando da porta enquanto sua mulher suas filhas rezavam diante do oratório pedindo ao santo protetor do engenho fizesse as águas pararem de subir e não alcançassem a sua casa. O dono do engenho que só tinha fé nele mesmo e na sua vontade, de repente entra no quarto onde as mulheres estavam rezando, pega a imagem do santo e vai com ela até a porta da casa, onde o rio estava chegando. E então disse: “pois é seu santo, se água entrar na casa o senhor vai ser o primeiro a morrer”.

Meus amigos, eu não vou dizer como terminou essa história, mas ela ensina que os riachos secos um dia voltam a ter água; ensinam que o limite do rio quem dá é o rio. Os prefeitos não devem consentir que sejam construídas casas no lugar onde costumava passar um rio, os prefeitos não devem permitir que sejam loteadas terras em regiões próximas dos rios. Muito sofrimento que assistimos nas cidades da nossa região é resultado da omissão dos prefeitos de nossas cidades que permitiram que os pobres fossem morar em lugares impróprios. E muitos fizeram isso para ganhar votos dos pobres e apoio dos donos das terras. Na verdade não estavam preocupados com as pessoas que foram morar no lugar do rio passar.

O Programa Canavial pede que os que não foram atingidos pelas cheias ajudem os que estão desabrigados. Mas também sugere que os professores estudem com seus alunos a história do rio que passa em nossa cidade.

Para os programas do dia 7 de maio de 2001.

· · ·

 

PROGRAMA CANAVIAL

EDITORIAL 98
 

O DOCE DA MATA NORTE

Severino Vicente da Silva
 

Meus amigos,

Estamos no final do ano e este é um tempo de verificar o que fizemos, nos alegrarmos pelo que foi feito e também ver o que poderemos melhorar no próximo ano.  Um dos motivos de alegria é o que ocorreu com a Pretinhas do Congo do Baldo do Rio,  de Goiana. Este ano, o grupo cultural que é mantido pela população de pescadores e trabalhadores de várias artes manuais do Baldo do Rio, apresentou-se em várias cidades de Pernambuco, assumindo o seu lugar em nossa Nação Cultural.

Neste final de ano, a  Pretinhas do Congo do Baldo do Rio está fazendo um encontro histórico na cidade de Floresta, no Sertão do Pajeú. É a festa da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, na Igreja do Bom Jesus, onde ocorre a coroação do Rei e Rainha do Congo.  Festa dedicada a São Benedito,  marca o final e início do ano naquela cidade sertaneja que nasceu em torno da devoção de Nosso Senhor Bom Jesus dos Aflitos. Que alegria da Pretinhas do Congo nesta festa que tem mais de duzentos anos. Um grupo cultural da Mata Norte de Pernambuco na festa cultural do Sertão do Pajeú. Vale lembrar para os tradicionais folcloristas, que esta festa de coroaçao do Rei do Congo não se transformou em Maracatu e continua sendo realizada no interior da Igreja. A Irmandade de Nosso Senhor do Rosário dos Pretos de Floresta é Patrimônio Imaterial de Pernambuco.
 Outra alegria para nós foi a realização do Festival Canavial envolvendo Tracunhaém, Vicência, Nazaré da Mata, Condado e Goiana. Nossos grupos culturais estão cada vez mais cooperativos e animados. O Movimento Canavial está de parabéns, seja pela realização dos programas nas rádios comunitárias que, cada vez mais informam sobre a nossa cultura, nossos hábitos, nossas realizações, nossas dificuldades e nossos objetivos.
O Programa Canavial fica contente com a publicação do Jornal da Banda 28 de julho, de Condado, cada vez mais organizada e ativa, como também é ativa a Banda Curica de Goiana. Ficamos felizes com o Encontro de Ciranda realizada em Tracunhaém, e nos alegramos com o Encontro de Sanfoneiros de Vicência, que foram resultados de projetos nascidos e pensados e apresentados por gente e Pontos de Cultura de nossa querida Zona da Mata. Também vimos se realizados o Primeiro Encontro com os pequenos mestres da nossa cultura e o Priumeiro Encontro de Coquistas da Mata Norte.  Também aconteceu um curso de produção de instrumentos musicais. Foram tantas as iniciativas nascidas, construídas e realizadas na nossa Região da Mata Norte por pessoas daqui, por gente que a gente encontra na rua diariamente. Isso mostra que nós continuamos a ser um lugar de criação cultural e que a nossa juventude é uma juventude alegre, cuidadosa, criativa e que está construindo uma região cada vez melhor e mais consciente de si mesma.
Mas precisamos que as nossas escolas, os nossos professores, os líderes de nossas comunidades, os padres, os pastores, os babalorixás, os prefeitos, vereadores, juízes e todas as autoridades da região continuem a alimentar a esperança de nossa juventude, confiando nela e nas suas iniciativas. O verdadeiro doce da Mata Norte é a esperança e a certeza de nossas gerações.
Feliz Ano Novo com muitas realizações em 2001.
Esses são os desejos do Programa Canavial.

Para os dias 31 de dezembro de 2010 e 1º de janeiro de 2011

· ·

out/10

15

PROGRAMA CANAVIAL

EDITORIAL 87

DIA DOS PROFESSORES

 

Severino Vicente da Silva

Meus amigos,

São muitas as datas de festa no mês de outubro e essas festas nos dizem sempre que no passado algum fato, algum acontecimento ocorreu e então lembramos; mas se fazemos a festa para lembrar é porque desejamos que a lembrança daquele acontecimento nos faça viver aquelas emoções mais uma vez. Quando celebramos o dia das crianças, queremos de novo ser crianças com os filhos e netos; quando lembramos a chegada de Cristóvão Colombo na América, desejamos lembrar os povos que já viviam aqui e ainda cultivam sua cultura,e a Jurema Sagrada é prova viva dessa nossa cultura; quando se celebra a Nossa Senhora Aparecida, é lembrando que ela apareceu a pobres pescadores em um rio, e isso nos lembra devemos cuidar dos rios e riachos da nossa região.

E este final de semana tem outra festa, um dia que foi escolhido para celebrar a alegria de termos tido professores. Professores são pessoas que cuidam de transmitir os conhecimentos necessários para que nós vivamos na sociedade. Antigamente que cuidava dessa tarefa era a própria família, mas como ao longo da história os homens e as mulheres foram criando novos objetos e conhecimentos, ficou impossível para a família fazer essa tarefa. Então algumas pessoas foram escolhidas para aprender e a ensinar.  E ensinar é muito difícil, pois o mais comum é as pessoas acharem que não precisam aprender mais nada. E o professor ou professora aprendeu ter paciência para esperar o momento de ensinar e experimentar a maior das alegrias que é ver o riso de quem acabou de aprender.

Paulo Freire

Paulo Freire

Embora precise muito de professores, a nossa sociedade atualmente não parece dar muita importância às escolas e às pessoas que nelas trabalham. Temos que mudar esse comportamento e dar mais valor aos nossos professores, seja melhorando o salário deles, seja melhorando as escolas, comprando livros para as bibliotecas, pintando as paredes das escolas, concertando os móveis, cuidando da segurança e respeitando os professores nas escolas e nas ruas.  Essas são tarefas de todos.

O PROGRAMA CANAVIAL deseja agradecer a todos os professores por seus esforços em melhorar o nível de vida dos habitantes da Mata Norte e fazer essa homenagem a quem cuida para que as crianças, dos jovens e dos adultos possam se integrar na vida da sociedade local e nacional.

Parabéns, caro professor, cara professora.

 

Escrito para os dias 15 e 16 de outubro de 2010.

· ·

Theme Design by devolux.nh2.me