História e Canavial |

TAG | Zé Duda

Como todos os sábados, chego ao Ponto de Cultura Estrela de Ouro de Aliança para acompanhar as ações do Ponto de Leitura. Os vinte jovens, desde os quatro anos até aquele que está com dezesseis anos, dividem-se em três grupos sob a orientação de Wanessa, Manuela, Daniela e Érica. O Tema geral deste mês a busca da compreensão de que o Brasil precisa desenvolver a sua consciência de que parte de sua cultura está ligada à tradições vindas da África, trazidas por vários povos que foram vendidos para serem escravos no Brasil. Para termos uma consciência brasileira é necessário que desenvolvamos uma consciência de somos, também, negros africanos. Enquanto os trabalhos ocorriam em lugares diversos, os mais velhos estavam sentados à sombra de uma jaqueira, conversando sobre a travessia dos navios tumbeiros; os menores ocuparam uma das salas da Biblioteca Mestre Batista e conversavam sobre como as máscaras podem ser feitas e as faziam, eu fui analisar os novos livros que chegaram para o nosso acervo. Folheando, analisando os temas fui surpreendido pelo exemplar que nos foi enviado pelo Museu da Pessoa, que está em São Paulo, MEMÓRIAS DE BRASILEIROS, UMAS HISTÓRIA EM TODOS OS CANTOS, contando muitas Histórias de pessoas, depoimentos de gente que está construindo o Brasil. O livro foi editado em 2008. Na parte dedicada a Pernambuco tem a história de Paulo Freire, Suzane Brust, Vanere Almeida e José Bernardo da Silva, o Mestre Zé Duda do Maracatu Estrela de Ouro de Aliança. Nesta quinzena está ocorrendo o Festival Canavial, que põe juntos artistas da nossa região e artistas de visibilidade no mercado cultural comercial. É uma oportunidade para nos contrapormos às tendências artísticas de apelo dito “popular”, mas repetição criativa nem sempre de boa qualidade ou que estimule um aperfeiçoamento dos espíritos e das boas tradições. Hoje à noite ocorrerá a apresentação de filmes de animação, criação de jovens que freqüentam oficinas organizadas pelo Ponto de Cultura Cinema de Animação da cidade Igarassu. Assim abrimos veredas para a imaginação e apontamos novos caminhos à beira dos canaviais de Aliança. Ver o depoimento de Mestres da Cultura brasileira, ler suas memórias em livros que podem ser acessados nos diversos espaços nacionais, é sempre uma vereda para a criação de novas interpretações da história do Brasil

· ·

Theme Design by devolux.nh2.me