Posts Tagged ‘Natal’

O Natal do Saci Noel


2010
12.20

 Severino Vicente da Silva

Sai Pererê ou Papai Noel

No escrito anterior fiz um pequeno relatório das atividades do Ponto de Leitura e parece que vivemos de festa. É que sempre é festa nos sábado à tarde com as crianças e com os rapazes e moças que chegam para ficarem três horas juntos, de acordo com sua idade e interesse.  São atividades simples, quase sempre em torno de um livro, uma idéia, um comportamento.

 

Vendo, ouvindo e aprendendo canções

Os menores gostam de ver desenhos e de fazer desenhos. Na verdade, todos gostam de ver desenhos, ouvir músicas, cantigas de roda, repeti-las e aprendê-las. Os meninos são mais ativos, corredores, sempre querendo uma atividade que os ponha a alcançar uma bola e mostrar a destreza de seus pés e pernas. Mas eles também ficam quietos quando a história lhes interessa, quando há uma ligação com a sua vida. As cantigas e os livros sempre possuem alguma relação com o dia a dia, afinal é da atividade comum, rotineira, de onde e aonde se faz a beleza da arte, parte da beleza da vida;

Para concluir o ano fizemos mais uma festa, pensada desde algum tempo. Com os rapazes e moças ocorreu a preparação. Teremos Papai Noel ou o Saci Pererê entregando presentes? E teremos presentes, de onde virão? Essa não foi uma preocupação deles.

Mas as meninas-moça e os rapazes resolveram que poderiam cantar uma canção de Natal. Fariam um coral. É que já estão pensando em, no próximo ano formar um grupo de danças culturais, esse que acostumaram de chamar folclórico. Quem formar um grupo que cante Coco e Ciranda. Ederlan disse que iria orientar essa parte. Mas por hora eles e elas preparam um coral para festa de natal.

Os presentes foram embrulhados no Pontão Canavial para tudo está pronto no dia 18.  Um dia que começou cedo para Rogério na limpeza do terreiro, e que teve a ajuda de Edilson nos intervalos que ele encontrava enquanto bordava mais uma gola de caboclo. Enquanto isso Érica e Daniele estavam no interior da casa fazendo os salgadinhos, na cozinha que foi montada este ano. 

 Ainda não era uma hora da tarde, e os senhores e senhoras donos da festa começaram chegar e a ocupar os espaços. Sentaram-se para ouvir canções, outros ocuparam os computadores e ajudaram a organizar a mesa. Ao lado do Ponto de Cultura, Pai Mário trabalhava na organização do louvor que será dedicado a Iemanjá, no Centro Nossa Senhora da Conceição.

Faz-se o tapete no terreiro e vamos contar a história do Papai Noel para olhos, ouvidos, e almas atentas. E vem o Bingo da Amizade, que é o sorteio dos amigos presentes, sendo que a cartela é formada por cada um dos participantes que ali escreve o nome de seus amigos. Ganha o prêmio o quem primeiro completar a cartela. O prêmio é dividido com os amigos. Depois as meninas-moça cantaram a sua canção, superando a timidez. Os rapazes não subiram ao palco.  E então veio o Saci com a carapuça confundida com o gorro de Papai Noel. A carapuça passou de cabeça em cabeça e cada um entregou o presente para o outro.

 Foi assim que os peraltas Sacis da Chã de Camará tornaram-se Papai Noel. Celebramos assim, a festa do Menino Jesus, a tradição do Norte da Europa e as Matas do Norte de Pernambuco.

Feliz Natal para todos.